A minha carne é fraca! E agora como vencer?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Durante muito tempo de evangélico, principalmente na adolescência, sempre me deparei com um problema sério e constante: a fraqueza da minha carne.

O problema é, que durante algum tempo  achava que toda a afronta e facilidade de pecar vinha do inimigo, talvez por esse motivo em muitas tentações e lutas, quase sempre era vencido, eu não havia percebido qual era o meu pior e maior inimigo: a minha carne.

A Palavra de Deus em Oséias 4:6, diz: “O meu povo é destruído por lhe faltar o conhecimento”. Era justamente este conhecimento que me faltava, e na verdade muitas vezes não quis enxergar que na bíblia continha todas as informações para vencer meu pior inimigo.

Em Tiago 1:14, diz que somos tentados segundo as nossas próprias concupiscências, o inimigo ele não conhece nossos pensamentos e nem onde somos mais tendenciosos a pecar, simplesmente ele fica jogando situações, setas, tentações. Algumas coisas que ele lança não fará algum efeito, são como setas que virão em nossa direção, baterão em nós, mas cairão sem algum arranhão.

Ele vai testando. Aquela seta que vem, seja através de uma conversa entre amigos, fofocas, ou outras situações, ele achou uma brecha. E pode ter certeza que nesta brecha ele vai investir pesado, virando a nossa concupiscência.

O problema, é que o inimigo de nossas almas, ele não vem para brincar, aliás, em 1 Pedro 5:8 diz: o diabo, vossos adversário, anda ao nosso derredor bramando como leão, buscando a quem possa tragar, em outras versões, buscando a quem possa estraçalhar!

Se não atentarmos para nos fortalecer com armas poderosas em Deus, certamente cederemos.

Como é gerada a concupiscência?

Durante muito tempo fui enganado por mim mesmo, até que um dia o Espírito de Deus tocou-me de uma forma, que me fez enxergar onde eu estava errando, e onde eu estava com áreas de fáceis acessos, verdadeiros pontos sensíveis de destruição, a total falha de segurança na minha vida espiritual: os considerados “pecadinhos” e o pior de todos: meus sentimentos.

Vença os “pecadinhos”

Como você sabe não existe “pecadinho” nem “pecadão”, me refiro a pecadinhos, aquele que geralmente damos menor importância. Justamente, aqueles que achamos não fazer parte de nossas vidas, e nem quero aqui te induzir a alto culpa, pelo amor de Deus!

Costumamos olhar para o pecado ou aos “pecadões” da seguinte forma: adultério ( quando se é casado ou o solteiro olha pra uma mulher casada), fornicação (solteiros), matar alguém ou contar uma mentira, não é verdade?

Estes pecados são terríveis sim, e suas consequências desastrosas sem dúvida! Porém, coisas pequenas ou pecados pequenos, são interligados à grandes pecados.

Consequências do pecado

O pior, é que durante todo um processo, que começa com coisas que consideramos bobas ou inúteis, inofensivas, quando não corrigidos há tempo, já estamos nos afastando de Deus por cometer tais “pecadinhos”, afinal, o Espírito de Deus é Santo, ao pecar automaticamente você se distancia de Deus, e muito pior, por alguns pecados, você  não tomar atitudes de arrependimento por não os considerar pecados, os PECADÕES vem se aproximando e você nem percebe.

A minha dica, é ficar atento a leitura da Palavra e oração, principalmente a Palavra para que saibamos detectar coisinhas como: falar do irmão, deixar de fazer o bem, omissão, falar mal do líder ou do pastor, pequenas mentirinhas ( coisas bobas do tipo: cheguei atrasado por causa…), negligência com a obra do Senhor, descaso, avareza, falta de fidelidade nos dízimos e ofertas, murmurações,  e por aí vai…

Todas essas raízes, e mais as que conhecemos na Palavra de Deus, desagradam ao Senhor, e levam para o inferno tanto como os considerados pecados de exclusão de ministérios.

Adminstrando os Sentimentos

Era a área primordial e que estava com suas fortalezas abaladas e enfraquecidas e enfraquece a carne de muitas pessoas. Não costumava atentar para esse quesito, até vir uma série de estudos voltados para essa área na minha igreja ministrada pelo meu pastor.

Neste artigo como gerenciar seus sentimentos falo mais um pouco sobre isso, e como os sentimentos mal cuidados podem ser uma porta aberta para o inimigo jogar as setas e cedermos as tentações.

Queira você ou não, as tentações vão desde pequenas brechas até o ato praticado, tudo isto representa uma fraqueza da carne e precisa ser observado e cuidado.

Como fortalecer sua carne

Amigo(a), não tem pra onde correr, suas convicções de servir a Jesus Cristo, elas por si só, não farão você vencer as vontades da carne.

Se quiser realmente fechar brechas,( que o inimigo já sabe onde você é mais fraco) e resistir ás paixões e concupiscências, a receita é oração, bíblia e jejum.

Um conselho: você sabe que aquela amizade influencia, aquele caminho atrai ao pecado, aquele canal de televisão, internet o convidam a pecar, fuja dessa parada meu irmão!

Não se esqueça o que a bíblia diz em: Sujeitai-vos a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós! Não lute contra as tentações, e sim, fuja delas. Não se ache forte o bastante, mas busque em Deus a cada dia, forças para pode vencer as concupiscências.

Achega-se ao Pai, ame-o intensamente e viva uma vida de oração. Quando perceber, o que o afligia, já não aflige mais.

Fique na paz!

A minha carne é fraca! E agora como vencer?
5 (100%) 1 vote
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *